Cândido Portinari - (1942) Chorinho

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Pepeu Gomes - (1978) Geração do Som


Esse é o primeiro disco solo do Pepeu Gomes após o fim dos Novos Baianos, uma obra prima do Rock Progressivo e música instrumental tupiniquim. Misturando choro, jazz, samba, bossa nova e frevo com o bom e velho rock´n´roll, ele fez uma bela fusão de ritmos brasileiros, eletrificando muitos deles.

As levadas rápidas, precisas, surpreendentes e desconcertantes de Pepeu fazem dele, em minha opinião, conjunta a bons entendedores, o “Jimi Hendrix brasileiro” devido à sua virtuose na guitarra. Veja por exemplo a música “Tambaú”, com jogadas rápidas e solos de muita complexidade, porém com a diferença de contar com uma percussão e com ritmos muito brasileiros. Tocando um instrumento esquisito que mesclava uma guitarra e um bandolim, ele criou rifes antológicos nesse disco.

Na música de abertura, “Saudação Nagô”, os arranjos de orquestra de Paulo Machado casam de forma perfeita com a atmosfera rock criada pela banda, o que deixa tudo muito interessante. Ponto alto do disco é a música “Alto da Silveira”, esse som é quase Jazz Fusion, devido à alucinante levada da cozinha formada pelos irmãos Jorginho e Didi, como é possível assistir nesse especial à TV Cultura de 1978 (viva a internet!):


Os irmãos Gomes proporcionam a todos nós a possibilidade de degustar um som pesado sem deixar de ser refinado. Um som agressivo sem deixar de ser alegre. Um som denso sem deixar de ser bonito. Pepeu Gomes particularmente já havia deixado claro em sua passagem pelos Novos Baianos o quanto era um exímio músico de muito bom gosto. Depois quando digo que os anos 80 foram um moedor de carne onde ninguém se salvou, alguns ainda discordam...

Faixas:
1 - Saudação Nagô
2 - Fissura
3 - Linda Cross
4 - Belo Horizonte
5 - Odette
6 - Toninho Cerezo
7 - Malacaxeta
8 - Alto da Silveira
9 - Didilhando
10 - Tambaú
11 - Buchinha
12 - Flamenguista

Instrumentistas:
Pepeu Gomes (Guitarras, Guibando, Violão, Bandolim acústico e elétrico, Piano, Órgão e voz)
Jorginho Gomes (Bateria, Cavaquinho acústico, Surdo, Tamborim)
Didi Gomes (Baixo, Violão de 7 cordas, Reco-reco)
Baixinho (Bateria, surdo, tamborim, chocalho, timbales)
Severo (Acordeão)
Paulo César Salomão (Efeitos sonoros e eletrônicos)
Bola (Bongô e Chocalho)
Charles Negrita (Tumba e Agogô)
Baby (Afoxé)
Jorge da Cruz (Pandeiro)
Juarez (Sax tenor)
Luis Bezerra (Sax tenor)
Netinho (Sax alto e Clarinete)
Márcio Montarroyos (Trompete)
Maurílio (Trompete)
José Alves (Violino)
Aizik (Violino)
Arlindo Penteado (Viola)
Watson Clis (Cello)


DISCO ALTAMENTE RECOMENDADO!!!

Um comentário:

Alessandro disse...

Quanto achado meu irmão!
Muita riqueza! Que não tem preço, na real...

Gde abraço!!!!
Parabéns pelo blog!